03/09/2008

to lendo um livro de entrevistas...

Clarice Lispector: Qual dos seus personagens é mais vc mesmo?
Jorge Amado: Todos os personagens tem um pouco do autor, não é assim, Clarice?


C: Nelson, qual é a coisa mais importante do mundo?
Nelson Rodrigues: É o amor
C:Qual é a coisa mais importante para uma pessoa como indivíduo?
NR: A solidão
C: Vamos voltar ao amor?O q é o amor?
NR:Eu sou um romântico no sentido quase caricatural. Acho que todo amor é eterno e, se acaba, não era amor. Pra mim, o amor continua até da vida e além da morte.Digo isso e sinto que se insinua nas minhas palavras um ridículo irresistível, mas vivo a confessar que o ridículo é uma de minhas dimensões mais válidas.
Não me refiro aqui ao sexo. O sexo sem amor é uma cristalina indignidade. Sempre que o homem ou a mulher deseja sem amor, se torna abjeto. Uma mulher não tem o direito de se despir sem amor. Mesmo o biquíni, mesmo o decote, e repito, nenhuma forma de impudor é lícita se a criatura não ama. Se a criatura não ama, não pode usar biquíni, ousar certos decotes ou qualquer outra forma de impudor.

Um comentário:

lelê disse...

Depois me empresta!!!!!!!!!!